Fechar
(17) 3216-5809
Seg - Sex : 08:00 - 18:00

Nanofranquia: Entenda como funciona o Dot Bank, fintech que solicita investimento de apenas R$6 mil

Nanofranquia: Entenda como funciona o Dot Bank, fintech que solicita investimento de apenas R$6 mil Previous item Flexibilidade na hora de... Next item Transformação digital pode...

Com menos de um ano de operação no mercado, a fintech Dot Bank está presente em oito estados brasileiros com 14 operações; Fácil gestão e baixo investimento têm atraído investidores para o negócio

A quarentena ocasionada pelo novo coronavírus acelerou as instituições financeiras tradicionais a correrem atrás da digitalização. Os bancos digitais no Brasil – que já existia há algum tempo – ganharam mais espaço, notoriedade e força para atender à demanda de usuários que surgiram durante esse período em aderência ao ambiente digital.

Com menos burocracia, taxas mais baratas e sem a necessidade de agências físicas, os bancos digitais caíram de vez na graça dos brasileiros, o que fez com que ampliasse a sua atuação no mercado nacional.

De acordo com a Pesquisa Febraban de Tecnologia Bancária, as transações bancárias digitais (internet e mobile banking) foram responsáveis por 74% das transações somente em abril, um mês após a eclosão da pandemia no Brasil.

Pesquisa realizada pelo Radar Fintechlab apontou que o número de fintech no Brasil – empresas que oferecem serviços financeiros de modo digital – cresceu quase 28%, saindo de 604 em junho do ano passado para 771 em agosto deste ano. Somente nesse período foram abertas 258 empresas, enquanto que 92 fecharam. A maioria das novas fintech está no setor de pagamentos.

 

Mercado em ascensão

O Dot Bank – primeira fintech no formato de franquia no Brasil, responsável pela gestão de dinheiro de terceiros – é uma dessas fintech que vivem um bom momento. No primeiro semestre deste ano, o número de transações teve crescimento de 95%. A rede vê boas oportunidades de crescimento para este ano.

“Nosso objetivo sempre foi levar conveniência ao cliente de forma a desburocratizar o sistema que um banco tradicional exige. A pandemia veio mostrar que é muito prático realizar uma negociação financeira com apenas alguns cliques pelo celular. E o melhor: sem sair de casa!”, avalia Marcelo Salomão, CEO e fundador do Dot Bank.

Voltada às empresas com alto volume de emissão de boletos bancários e que desejam automatizar 100% seu fluxo de pagamento e recebimento, a plataforma tem foco em pagamentos, recebimentos, conciliações e automação de finanças com integrações em software de gestão.

 

Conheça os multisserviços oferecidos pelo Dot Bank:

  • Conta corrente sem tarefas;
  • Boletos bancários;
  • TED com custo fixo
  • Automação de pagamentos;
  • Automação de recebimentos;
  • Plataforma SAAS para utilização;
  • Boletos bancários com automação total;
  • Envio de dinheiro para fora do Brasil;
  • Recebimento de dinheiro no Brasil provindo de outros países;
  • Venda de papel moeda (câmbio);
  • Empréstimo com garantia de Imóveis e Automóveis;
  • Empréstimo Consignado.

Entre os grandes diferenciais oferecidos pelo Dot Bank está a taxa zero para conta corrente, o que acaba ajudando empresários a reduzirem os seus custos operacionais. Além, ainda, de ser o processo por APIs – tecnologia que integra solução de software de varejo com solução de software de banco – metodologia nova que garante toda transação realizada.

 

Franquia barata e de fácil de operação

O franqueado do Dot Bank é como se fosse uma agência da marca na cidade em que ele atua, onde será responsável por vender os produtos e serviços oferecidos. Toda a operação é conduzida home office, ou seja, minimiza os gastos com estrutura.

A marca se enquadra no modelo de nanofranquia, devido ao baixo valor de investimento de apenas R$ 6 mil (já somados a taxa de franquia + capital de giro), com lucro líquido estimado de R$3.500,00 e prazo de retorno do investimento entre 1 a 12 meses.

A rede que teve o projeto todo estruturado no ano passado, entrou em operação no início deste ano e já soma 14 unidades distribuídas pelos estados da Bahia; Ceará; Distrito Federal; Mato Grosso; Minas Gerais; Rio de Janeiro; Rio Grande do Sul, e sete (2 são unidades próprias) operações no estado de São Paulo.

“A expectativa é abrir 600 contas PJ até o final deste ano. Estamos a um passo de conquistar a meta, tendo em vista que o negócio foi muito bem aceito no mercado e tem tudo para crescer muito mais!”, conclui Salomão, que possui mais de 20 anos de expertise a frente da franquia Gigatron, rede com foco em software para varejo, e possui know-how sobre o mercado de tecnologia.

Sobre o Dot Bank

Fundada em 2019, na cidade de Birigui, interior de São Paulo, o Dot Bank é um banco digital voltado para empresas com alto volume de emissão de boletos bancários e que desejam automatizar 100% seu fluxo de pagamento e recebimento. Além desses serviços, a plataforma também realiza conciliação e automação de finanças com integrações em softwares de gestão, entre diversos outros. Com atuação no mercado de franquias, o Dot Bank atua com o modelo home office, cujo investimento inicial é de R$6 mil.

 

Informações para a imprensa:

Fatos&Ideias Comunicaçãofatoseideias@fatoseideias.com.br

Renata Brito – (17) 9 9107-4530 –  renata@fatoseideias.com.br

Seu Comentário

Deixe uma resposta agora

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *